Sempre é bom ganhar uma disputa por um ponto de vista técnico!! Será??

Se existe alguma disputa, haverá no final um vencedor e um perdedor. O que não é bom para nenhum dos lados.

Se você é um fornecedor, um marceneiro, um prestador de serviço e ‘ganhar’ uma discussão sobre questões da execução do projeto, há uma grande possibilidade do seu cliente, o arquiteto ou designer ficar frustrado, desencorajado a seguir em frente nos próximos projetos.

Da mesma forma, sendo um arquiteto ou designer e “vencer”,  através de uma opinião sobre a estética de um projeto, o seu fornecedor, o marceneiro poderá ficar frustrado, seguindo em frente com um sistema construtivo que poderá causar desperdício de materiais, dificuldade na montagem ou até a redução do tempo de vida útil dos móveis.

Uma forma para não chegar a esta disputa, é mudar o ponto de vista. Ao invés de procurar confrontar um ponto de vista, achar um denominador comum entre as partes, é um bom início.

Neste contexto a relação entre Marceneiros e Arquitetos pode ser vista de duas formas distintas:

Numa relação de indicação, onde o arquiteto define um ambiente baseado no desejo do cliente, requisitos técnicos e estéticos e indica o marceneiro que definirá posteriormente o sistema construtivo para o móvel.

Numa relação de parceria, onde o foco principal pré-acordado é a satisfação do cliente através de uma melhor experiência de compra, considerando todos os requisitos estéticos em conjunto com o sistema construtivo da marcenaria.

 

Vemos inúmeros casos de parcerias de sucesso entre marceneiros e arquitetos que se organizam para trabalhar em conjunto. Estabelecem um processo de trabalho com atividades complementares.

No escritório de projeto são criados os projetos que consideram um sistema construtivo. Na marcenaria são executados os projetos sem surpresas.

INFOGRÁFICO COMPLETO

Estabelecendo um método de trabalho, marcenarias e arquitetos conseguem montar uma parceria de sucesso. Veja como neste infográfico.

Veja os diversos benefícios de uma parceria bem consolidada:

Tempo de orçamento: Quando um arquiteto trabalha com um modelo mais próximo da marcenaria, pode apresentar um rápido e completo orçamento para todo o ambiente. Se a relação não é próxima, o orçamento da marcenaria normalmente levará mais tempo para ser apresentada, criando uma expectativa desnecessária ao cliente final. Ainda se o arquiteto não possui uma marcenaria parceira, caberá ao cliente final buscar marcenarias que poderão ter dificuldade de entendimento do projeto original;

Segurança: Quando a especificação do projeto de marcenaria já considerar a engenharia do móvel, ganha o arquiteto, ganha a marcenaria, e principalmente o cliente final. Ao considerar o sistema construtivo na concepção do projeto, muitos problemas são minimizados, principalmente porque a produção será mais rápida, as medidas serão possíveis e desperdícios de materiais evitados.

Acabamento: Quando a relação do arquiteto e o marceneiro for próxima, a lista dos acabamentos e espessuras disponíveis no mercado poderá ser apresentada ao cliente final com mais comodidade. Existe uma grande opção de texturas no mercado (na Gabster temos cadastradas mais de 500 texturas diferentes) muitas parecidas, tendo uma boa variação de preço dependendo da marca.

Investimento: Se a intenção do investimento do cliente para o projeto for considerada já no início do projeto, o arquiteto e o marceneiro poderão trabalhar em uma proposta única. Na maioria dos casos, a forma como é montado o projeto define o valor final da marcenaria. Muitas vezes o cliente final é influenciado pela proposta apresentada pelo arquiteto e este pode desconsiderar especificações no sistema construtivo que poderiam facilitar a construção do projeto, exigir menos material e reduzir o tempo da montagem dos móveis.

Tempo de entrega: O tempo e o trabalho dedicado desde a concepção da ideia do projeto até a montagem final da obra está diretamente relacionado a comunicação assertiva entre arquiteto e marceneiro. Quando na criação, o arquiteto já concebe a ideia da marcenaria dos móveis, com o sistema construtivo e os materiais disponíveis, influenciará diretamente no trabalho da produção do mobiliário. Ao invés do marceneiro ter que se debruçar sobre o desenho para extrair o sistema construtivo na cabeça, desmembrar o projeto em peças para fazer o orçamento prévio, poderá logo só revisar medidas finais e partir logo para a execução e entrega.

Montagem: Quando uma parceria entre arquiteto e marceneiro funciona, cria-se um processo que resulta em bons resultados. Talvez o melhor dos resultados seja a montagem dos móveis com menos problemas. Quando a engenharia do móvel é considerada já na concepção do projeto, a montagem fica muito fácil, como uma montagem de peças de um “Lego”. Encaixe de peças.

Porém, o que muitas vezes falta é um canal facilitador da comunicação entre o arquiteto e o marceneiro. Para o estabelecimento de um sistema construtivo que realmente facilite o trabalho do arquiteto, sem que este precise ser um expert em marcenaria.

Neste quesito a Gabster pode ajudar. Através dos plugins que fornecem uma biblioteca real, paramétrica para móveis sob medida, o arquiteto pode mais facilmente inserir a modulação, configurar frentes, gavetas, armários e até conceber módulos quando for o caso. O sistema considera a engenharia do móvel (sistema construtivo) escolhido pela marcenaria.

O talento do arquiteto é direcionado especificamente para a estruturação física e estética do projeto, onde cabe a ele, explorar e identificar as principais necessidades do cliente, deixando para o marceneiro, produzir o projeto de forma real e bem estruturada.

O próprio arquiteto pode obter o orçamento do projeto sem precisar realizar o pedido para o marceneiro. Já que as diversas opções de acabamentos já ficam disponíveis.

Projetos sob medida criados com Blocos Sketchup

Veja como é possível criar um ambiente em menos de 30 minutos e obter o orçamento neste vídeo. Na marcenaria, após a venda do projeto, são feitos os ajustes de acordo com as medidas finas, contudo com uma expressiva economia de tempo de engenharia de projeto.

MAIS CONTEÚDO