Alguns anos já levantamos a bandeira da obrigatoriedade da otimização dos processos dentro da marcenaria. A melhoria continua dos processos traz mais segurança financeira e solidez. Faz com que a marcenaria seja uma empresa competitiva. Principalmente possibilita economia pois elimina desperdícios de recursos de mão de obra, material e espaço. Enfim, proporciona empresas mais duradouras.

As melhorias não ocorrem de uma hora para outra. Analisar continuamente os potenciais de melhoria em todos os processos, entender o que pode ser otimizado, promover as mudanças, checar e aprender é algo que continuamente faz uma empresa crescer.

Neste mês contribuímos com um pouco da nossa experiência para a revista Sob Medida. Nesta edição mostramos um dos principais pontos de melhoria na marcenaria: A eliminação da pré-montagem.

Como bem introduzido pelo jornalista da revista, Pedro Luiz de Almeida:

“Economia é a palavra-chave para uma marcenaria ser mais lucrativa. Isso pode ser em tempo, matéria-prima, mão de obra, produção, espaço e, claro, recursos financeiros”

É muito mais que otimizar um processo. Falamos da possibilidade de eliminar grande parte do custo de uma marcenaria e ainda liberar um bom espaço para expandir a produção.

Principais ganhos:

Ganho de espaço:  A falta de espaço é um dos principais problemas enfrentados, principalmente, por pequenas marcenarias. Em épocas de alta demanda, a empresa fica lotada com produtos montados. Já em ocasiões de baixa produção, esse volume é reduzido.

“Com a sazonalidade, o empresário evita mudar de pavilhão, porém, todo ano enfrenta os mesmos problemas, principalmente de outubro a dezembro. Com a eliminação da pré-montagem, a marcenaria ganha, pelo menos, 25% em espaço. Em vez de gastar espaço com armários montados, terá uma série de boxes para guardar as peças prontas e embaladas dos projetos. O segundo ganho é a eliminação de pelo menos 30% do tempo gasto com mão de obra e o valor pode chegar a 50% do tempo de produção de um móvel”.

Ganho de tempo: Normalmente, estima-se que um marceneiro gaste cerca de um dia para produzir um armário e, pelo menos, mais um para montar e desmontá-lo.

Melhoria da qualidade: Outros ganhos da eliminação da pré-montagem também são relacionados a melhor qualidade das peças entregues, facilidade de locomoção, limpeza e manutenção do ambiente.

O que é preciso fazer:

É preciso realizar a mudança por etapas.

Não recomendamos deixar de fazer a pré-montagem de uma hora para outra. O empresário precisa estar com um nível de entendimento sobre gestão e estabelecer alguns padrões na empresa.

A empresa precisa estar em um nível de gestão mais controlado. A marcenaria deve ter um controle sobre o seu padrão de construção sob medida. Deve ter consciência do seu sistema construtivo (engenharia ou padrão dos móveis sob medida) e controle do método construtivo (conjunto de atividades bem definidas para a produção do mobiliário) na produção.

Na Gabster, através de diagnósticos e análises realizadas por nossos consultores, apresentamos para os nossos clientes o seu nível de gestão que podem ser caracterizados por:

  • INICIAL: Gestão baseada na experiência e conhecimentos advindos dos sócios ou proprietários que executam estratégias, processos e organização a partir da própria experiência.
  • CONTROLADO: estágio intermediário que indica a utilização de práticas em organização que, por outro lado, tem a aplicação dependente dos executores das atividades.
  • SISTEMATIZADO: com processos otimizados e aplicação de práticas de gestão que independem das pessoas com uma cultura pela melhoria contínua dos processos já percebida.
  • OTIMIZADO: estágio avançado que, além de perseguir sistematicamente a melhoria dos processos, a empresa age de forma inovadora para provocar saldos maiores de crescimento.

Passos fundamentais:

Definir um Sistema Construtivo: A marcenaria precisa iniciar definindo um sistema construtivo dos seus produtos. Ter um padrão é a base para ter controle na empresa. Definir um sistema construtivo é a base para sair do modo artesanal. É a base para a produção linear de peças sob medida.  

Implantar um Método construtivo: Depois do sistema construtivo, ele precisa implantar o método construtivo que são novos processos para então chegar a produção linear de peças sob medida. Já não é novidade. Trabalhamos desde a fundação da Gabster (6 anos) na evolução da plataforma que tem por base um método de produção linear para peças sob medida. É a base dos modernos conceitos da nova revolução industrial de produção em série de produtos customizáveis.

INVESTIMENTO TECNOLÓGICO

Para que o marceneiro tenha o melhor resultado possível e consiga desenvolver a gestão da empresa, a Gabster oferece soluções focadas em três pilares: capacitação, método de produção e tecnologia.

Na capacitação, além dos treinamentos relacionados, a plataforma auxilia o marceneiro a estabelecer um sistema construtivo, também assessora no conhecimento sobre processos, funções e atividades chave na marcenaria.

Em termos de processo, a Gabster fornece um novo método de produção linear de peças sob medida.

É formado por um conjunto de processos pré-determinados adaptáveis a realidade de cada marcenaria. O método transforma a linha de produção, ora artesanal, em uma produção linear. Independentemente de cada projeto ser sob medida e assim ter produtos ‘diferentes’ em cada projeto, a produção é seriada.

A marcenaria também produz só o que é vendido. Desta forma antes de eliminar a pré-montagem, é preciso elevar o nível de gestão da produção da marcenaria.

A eliminação do processo de pré-montagem passa a ser uma boa estratégia e representar um ganho em tempo, reaproveitamento de mão de obra e ganho de produtividade.

Materiais relacionados:

Quebra de Paradigma

O filho vai assumir a marcenaria da família, mas está inseguro e por isso decide se capacitar e buscar exemplos de sucesso fora da empresa. Contudo, o medo da mudança, presente em seu PAI, o impedirá de tomar as ações necessárias. Assim começa a história...